Secretaria da Mulher de Goiânia comemora nove anos de atuação e divulga balanço de atividades

Foram atendidas mais de 25 mil pessoas no período de 2017 a 2020

A Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) completou nove anos de criação em novembro de 2020. Instituída oficialmente pela Lei Complementar nº 221/2011, no dia 24 de novembro de 2011, em o objetivo de elaborar, fiscalizar e implementar políticas públicas que proporcionem qualidade de vida às mulheres da capital e a redução da desigualdade de gênero.

Desde sua criação, a pasta tem desenvolvido projetos, campanhas e ações para a prevenção e o enfrentamento à violência contra a mulher, além de atuar na articulação com outros órgãos da administração e com a sociedade civil, visando promover a proteção na perspectiva de gênero e a incorporação nas demais políticas públicas. 

De acordo com a secretária Patrícia Quirino, mais de 25 mil mulheres receberam assistência na gestão do prefeito Iris Rezende, no período de 2017 a 2020. Para a titular da pasta, Secretaria da Mulher foi um importante passo na construção de uma política de gênero sólida e permanente. “Contamos com o apoio do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e da Rede Enfrentamento a Violência a Mulher. Queremos realizar ainda mais ações para conceder autonomia e desenvolver capacidades e habilidades da mulher.”

Casa Abrigo Sempre Viva

Foram atendidos neste período 251 mulheres na Casa Abrigo Sempre Viva, que é um serviço de acolhimento institucional para mulheres vítimas de violência doméstica ou nas relações íntimas de afeto com o risco de morte, bem como de seus dependentes. Além de abrigar mulheres e filhos, a casa oferece atendimentos psicológicos, acompanhamentos na área da saúde, educação e encaminhamento para curso de qualificação profissional, serviços para obtenção de documentação e passagens de retorno as suas cidades de origem. A equipe interdisciplinar ainda faz o acompanhamento de mulheres que já adquiriram autonomia emocional e financeira e já foram desligadas da casa abrigo. Para ter acesso à casa, a mulher precisa procurar as Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher que a encaminha  ao abrigo. Atualmente ,a Casa Abrigo é a única instituição  pública que recebe mulheres em Goiânia e a única do Estado.

Centro de Referência Cora Coralina

Nos últimos 4 anos foram atendidas 539 mulheres em apoio psicossocial e realizado 217 atendimentos jurídicos no Centro de Referência Cora Coralina,um espaço de orientação social, psicológica e jurídica às mulheres em situação de violência ou de qualquer outra vulnerabilidade de gênero. A unidadeque funciona dentro da sede da pasta, proporciona o atendimento necessário à superação da situação em que se encontram as mulheres e contribui para o resgate da cidadania. 

Centro de Referência Cora Coralina também oferece ações de prevenções às situações de violência de gênero por meio de palestras, cursos e oficinas em diversas áreas e em parcerias com outras instituições. Foram alcançadas 4.712 pessoas.

Qualificação profissional

Com o objetivo de incentivar o empreendedorismo das mulheres e a autonomia econômica, o órgão em parceria com outras instituições disponibilizou nestes quatro anos, cursos de qualificação profissional, como panificação, inclusão digital, cuidadora de idosos, assentadora de revestimento cerâmico, modelagem industrial para jeans, corte de tecidos para a confecção de roupas e costura industrial, pintora/pedreira, entre outros. Foram qualificadas 4.181 mulheres.

Grupo Reflexivo para Autores de Violência Doméstica

 Em 2019 foi implantado o Grupo Reflexivo para Autores de Violência Doméstica.  O projeto é uma parceria entre a Secretaria Cidadã, o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), Ministério Público e Faculdade Universo, que reúne autores de violência contra as mulheres em sessões coletivas com ajuda psicológica em um processo de ressocialização. Os autores são encaminhados de forma compulsória pelos juízes dos respectivos processos julgados com base na Lei Maria da Penha. As sessões são realizadas no Centro de Referência da Mulher Cora Coralina. Os autores dos crimes incursos na Lei Maria da Penha são obrigados a participar das reuniões, como uma das medidas que condicionam suas liberdades. Os grupos reflexivos consistem em oficinas temáticas ministradas por psicólogas e assistentes sociais. Foram ressocializados 63 homens.

Grupo Reflexivo para Mulheres Vítimas de Violência
No início de 2020 foi implantado o Grupo Reflexivo para Mulheres Vítimas de Violência de Gênero. O projeto possui acompanhamento psicológico, socioassistencial e jurídico de mulheres vítimas de violência de gênero. As assistidas podem se apresentar de forma espontânea ou encaminhadas pela Justiça. Os grupos são coordenados pela equipe multidisciplinar do Centro de Referência Cora Coralina e consistem no acolhimento e escuta para apoio e fortalecimento emocional de mulheres.  As sessões buscam uma reflexão sobre a não culpabilização pela situação de violência vivida, possibilitando que elas saiam do círculo da violência, tornando-se assim, protagonistas de seus próprios direitos. 
Fizeram parte do primeiro grupo 15 mulheres .

Mutirões

 Nos Mutirões da Prefeitura de Goiânia, marca registrada das administrações do Prefeito Iris Rezende, 4.765 pessoas receberam orientações psicossociais e jurídicas; participaram de dinâmicas; receberam cartilhas e cursos de qualificação profissional em parceria com a carreta móvel do Senac.

A estimativa é de que outras 10.808 pessoas foram alcançadas por meio das parcerias com outras instituições, campanhas e ações para a conscientização da população goianiense para o combate a violência de gênero. Mulheres por Direitos: Meu Corpo Não é Sua Fantasia: Alô, Vizinho; Projeto Por Elas; Lugar de Mulher é Onde Ela Quiser, entre outras.

A Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) está localizada na Rua 74, esquina com Rua 59, Nº 423, no setor Central.Para saber informações sobre as atividades, projetos e cursos desta pasta, ligue para os telefones: 3524-2933 / 3524-2934.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui