Secretaria de Saúde de Goiânia testa equipamento para captura noturna de escorpiões

Lanterna com luz ultravioleta vai ajudar na captura e controle da proliferação destes animais

O Centro de Zoonoses da Secretaria Municipal de Saúde iniciou nesta quarta-feira (05), um projeto experimental de captura noturna de escorpiões. O objetivo é testar a efetividade da ação e possivelmente adotá-la como medida efetiva nas buscas em domicílios.

A captura é feita com o auxílio de luz ultravioleta. No escuro, ao apontar a luz sob o solo, os escorpiões são facilmente identificados. Isso ocorre devido a sensibilidade da carapaça do aracnídeo a estes raios, causando um efeito de fluorescência e brilho. Os escorpiões têm hábitos noturnos, apesar de também circularem durante o dia.

As primeiras ações da equipe ocorrerão nas áreas III e IV da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), situadas nas proximidades da Praça Universitária.

As buscas são gradativas e o teste tem previsão de encerramento para dezembro.

Os agentes da operação contam com equipamentos de proteção individual, como luvas e botas adequadas.  Quando identificados, os escorpiões são capturados com pinças alongadas e acondicionados em recipientes de vidro para serem transportados para o centro de zoonoses.

O Centro de Zoonoses vem registrando denúncias vindas de diversos bairros da capital. “A picada de um escorpião pode ser dolorosa e apresentar riscos fatais a pessoas mais sensíveis como crianças e idosos. No ano passado tivemos 230 acidentes registrados e em 2020 já são mais de 130 casos. Por isso a importância de avaliarmos a eficácia deste equipamento para o controle da proliferação destes animais”, afirma o veterinário da Gerência de Controle de Animais Sinantrópicos, Armando Oliveira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui