Vereadores de Goiânia rejeitaram na CCJ projeto que prevê a distribuição gratuita de Ivermectina à população

Durante a reunião dos membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), na Câmara Municipal de Goiânia, foi rejeitado o projeto de Lei 119/2020, de iniciativa do vereador e médico Paulo Daher (PMN). A proposta visa autorizar o chefe do Executivo Municipal a distribuir gratuitamente à população o kit de tratamento precoce (Ivermectina 6mg/30 kg de peso, dose única; Zinco quelato 50 mg; Vitamina D 50.000 U) como forma de criar uma barreira imunológica ao coronavírus.

A matéria propõe que a prefeitura produza e distribua cartilha para orientar o cidadão sobre o uso para a automedicação. Paulo Daher garantiu que tem a finalidade de conter a propagação e evitar a disseminação do vírus. “É imprescindível a contribuição do poder público municipal, para a prevenção da população. Aquele que não possui condições financeiras para adquirir os itens necessários para o tratamento pessoal, precisa do aporte do governo”, enfatizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui