Catalão apresenta redução no número de casos e mortes por covid-19

Queda acontece após período de medidas restritivas na cidade

O mundo todo vive ainda aquela que é tida como a segunda onda do coronavírus. Com a doença mais potente, recordes de casos e mortes são atingidos dia após dia. No Brasil, estados e municípios seguem colapsados e tentando medidas para frear a situação. Em Catalão, restrições continuam sendo impostas para salvar vidas. E, após período de maior rigor nas últimas semanas, na contramão de diferentes regiões, os números locais dão sinais de queda.

De acordo com dados divulgados diariamente pela Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Saúde, 2.020 chegou ao fim com 3.824 casos registrados na cidade – desde o início da pandemia. No último mês do ano, foram 668 novos casos confirmados em Catalão. E 2.021 começou com elevação. Em janeiro, foram outros 975 casos contabilizados. Praticamente 46% a mais, apenas de um mês para o outro. O período mais acentuado em quantidade de contaminados no município foi Fevereiro: em 28 dias 1.269 moradores foram diagnosticados com a covid-19.

Quanto aos óbitos, foram 13 em dezembro de 2020 e outros 27 em janeiro de 2021 (um aumento de 107% numa comparação entre um mês e outro). Fevereiro, mais dezenas de vidas foram perdidas: 53 novas mortes (96% a mais que o mês anterior).

Acompanhando a evolução do vírus, é possível analisar também a quantidade de internações em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) nos últimos meses. Na cidade, 224 pacientes em estado grave ocuparam leitos públicos e particulares no último mês de 2020, enquanto que em janeiro de 2021, houve um salto para 438 internações (+95%). Fevereiro registrou pequena queda: 393 casos (-10%).

Com os dados publicamente e constantemente atualizados, o município chegou em Março com números alarmantes e a situação praticamente fora de controle. No primeiro dia deste mês, eram (ao todo) 6.129 casos registrados, 172 mortes confirmadas e 30 pessoas lutando para sobreviver nos leitos de UTI da cidade. Diante do caos, seguindo recomendações das autoridades de saúde e do próprio governo do Estado de Goias, o município adotou medidas mais rígidas para conter o avanço do coronavírus entre a população. De lá pra cá, foram três decretos: nº 272 em 05 de março; nº 273 em 13 de março e nº 459 em 22 de março. Com lei seca, toque de recolher e outras proibições mais, os números parecem apontar a importância da diminuição na circulação de pessoas. Os boletins mais recentes mostram uma redução na média diária tanto de contaminados, como de óbitos e internações graves. Catalão chegou até aqui (24/03) com um total de 6.837 pessoas que testaram positivo (30 nas últimas 24 horas), 23 internações em UTI, 209 óbitos (02 nas últimas 24 horas) e 6.612 recuperados ao todo. Próximo do fim do mês, o município registra neste Março, 739 novos casos (41,76% a menos que Fevereiro) e 39 mortes (-26% também em relação ao mês anterior).

Com doses de vacinas que previnem contra a doença chegando e já sendo aplicadas gradativamente na comunidade, a Prefeitura por meio do Comitê de Prevenção, Orientação e Enfrentamento ao Coronavirus e seguindo as próprias determinações das autoridades de Saúde e Governo do Estado, orienta a população a manter os cuidados, as regras estabelecidas e, mais do que isso, a respeitar à vida em solidariedade às mais de 200 famílias aqui enlutadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui